Biografia dos Califas parte 1 - Abu Bakr

Ir em baixo

Biografia dos Califas parte 1 - Abu Bakr

Mensagem por Admin em Ter Ago 15, 2017 3:55 pm

Histórias Islâmicas


Por Anacleto Bebane (Abdul Fatah)


Tema: Biografia dos Califas parte 1

1º Califa: Abu Bákar

Abdullah ibn Abi Qhuhafah, conhecido por sua alcunha,
Abu Bakr,

e ficou conhecido como "assiddiq"(o veraz) por ter acreditado no mensageiro no momento em que a maioria o desprezava e zombava do que dizia.

Ao ser transportado à Jerusalém e depois aos céus na noite de "al Issrá ual miíraj" os coraixitas zombaram dele e na tentativa de abalar a fé dos muçulmanos começaram a espalhar a notícia e, felizes, foram até a casa de Abu Bakr dizendo-lhe:

"Seu companheiro nos diz que, numa só noite, seu Senhor o transportou até a casa sagrada de Jerusalém, e logo, amanheceu entre nós".

Com toda calma, Abu Bakr lhes surpreende dizendo: "Ele realmente disse isto?".

Disseram: "Sim".
Então lhes disse: "Se o disse, está a falar a verdade".

Disseram-lhe: "Você acredita que ele foi a Jerusalém de noite e voltou antes do amanhecer?".

Abu Bakr não exitou em dizer: "Acredito nele naquilo que é mais distante que isto.

Creio no que lhe vem do céu de manhã e de noite (a revelação)".

E logo se dirige até o profeta
para ouvir o que havia ocorrido e dar o seu testemunho de crença: "testemunho que és mensageiro de Allah..."

Nasceu no ano 570 em
Meca, e morreu no dia 23 de agosto de 634 com 64 anos em Medina.

Abu Bákar pertencia a um clã da tribo dos curaixitas ( Quraysh) de Meca, na qual também fazia parte o profeta Muhammad (Sualallah alei wa salam), e seu amigo desde a infância.

A sua família dedicava-se ao comércio.

O seu nome verdadeiro era Abdul Ka'aba, "escravo da Kaaba",

mas o profeta Mohammad (S.A.W) mudou-o para Abdullah, "escravo de Allah", quando este se converteu ao Islam.

Ficou contudo conhecido como Abu Bakr devido ao seu gosto por criar dromedários.

(abu "pai",
bakr , "dromedário", abu bakr , "pai de dromedários").

Quando o profeta Mohammad (SAW) emigrou de Meca para Medina em 622 (a Hégira), como forma de fugir à perseguição contra si e aos seus discípulos, Abu Bákar (R.A) acompanhou-o, tendo colocado a sua fortuna pessoal ao serviço do Islam.

Umas das suas filhas, Aicha , tornou-se noiva do Profeta Muhammad (S.W.A) ainda em Meca, mas o casamento só se consumou depois da chegada a Medina.

APÓS A MORTE DO PROFETA MUHAMMAD (Sualallah alei wa salam)

Após a morte de Mohammad (S.W.S), que não nomeou um sucessor, a comunidade dos crentes convocou- se uma Assembleia, onde se encontravam representados todos os clãs e tribos.

Os medinenses propunham que fosse nomeado um membro da sua cidade e outro da cidade de Meca, mas a proposta foi rejeitada por se temer que colocasse em causa a coesão da comunidade.

Abu Bakr foi eleito chefe dos crentes com o título de "califa" (sucessor), em larga medida graças ao apoio de Omar , que viria a designar como seu sucessor no seu leito de morte.

Assim que a notícia sobre a morte do Profeta se espalhou , um certo número de tribos rebelou-se e recusou -se a pagar a Zakat ( taxa fixada, devida sobre os valores dos bens, que é paga , obrigatoriamente , pelos abastados para distribuir pelos pobres ) , justificando essa atitude dizendo que tal obrigação era somente de- vida ao Profeta (que a paz esteja com ele) .

Ao mesmo tempo , um determinado número de impostores pretendeu ter -lhes sido transmitido o capelo de Profeta após o desaparecimento de Muhammad (s .a . w.), e desenvolveram o protótipo da revolta .

A juntar a tudo isto, dois poderosos impérios , o Romano Oriental e o Persa , ameaçavam igualmente o recém -nascido Estado Islâmico , em Medina (ár. Madinah) .

Dentro destas circunstâncias, muitos dos Companheiros do Profeta, incluíndo Umar ( r. a .) , aconselharam Abu Bakr ( r. a .) a fazer concessões aos que se recusavam a pagar a Zakat , pelo menos durante algum tempo.

O Califa Abu Bakr (r .a .) discordou . Insistiu que a Lei Divina não deve ser dividida, que não existe distinção entre a obrigação da Zakat e a da Salat (oração) , e que qualquer tipo de compromisso com as injunções de Deus deveriam , eventualmente, corroer os fundamentos do Islam .

Rapidamente Umar e os outros aperceberam -se do seu erro de juízo .
As tribos revoltosas atacaram Medina, mas os Muçulmanos estavam preparados para tal .

O próprio Abu Bakr ( r. a .) dirigiu a defesa , forçando -os a recuar .

Então , resolveu levar a cabo uma guerra implacável com os falsos pretendentes do capelo do Profeta.

Muitos destes submeterem- se, e mais uma vez professaram o Islam.

Na realidade a ameaça proveniente do Império Romano surgiu muito antes , durante a vida do Profeta Muhammad ( s .a .w. ).

Este organizara um exército sob o comando de Usa- ma , filho de um escravo libertado .

O exército não tinha ido muito longe quando o Profeta adoeceu e , por isso, resolveram parar.

Após a morte do Profeta ( s .a .w. ), a questão relacionou -se com o facto de se dever enviar o exército novamente, ou se este deveria permanecer para a defesa de Medina .

Uma vez mais, Abu Bakr (r .a .) demonstrou firme determinação , ao afirmar:

" Enviarei o exército de Usama como ordenou o Profeta , mesmo que eu fique sózinho ".

As instruções finais que deu a Usama prescrevem um código de conduta na guerra , que continuou actual até aos nossos dias..

Uma parte das suas instruções dirigidas aos Muçulmanos era :

" Não sejam desertores , nem acusados de desobediência .

Não matem um idoso , uma mulher ou uma criança .

Não derrubem palmeiras , nem árvores de fruto .

Não abatam carneiros , vacas ou camelos se não for para comer .

Encontrareis pessoas que passam as suas vidas em mosteiros ; deixem- nas em paz e não as molestem" .

Khalid bin Walid fora escolhido pelo Profeta ( que a paz esteja com ele ) para comandar os Muçulmanos em muitas ocasiões.

Homem de suprema coragem e um comandante nato, o seu génio militar floresceu durante o Califado de Abu Bakr , período em que dirigiu as suas tropas de uma vitória para outra, contra os ataques dos Romanos .

Uma outra das contribuições do Califa Abu Bakr ( r. a .) diz respeito à recolha e compilação dos versículos do Alcorão .

Abu Bakr morreu no dia 21 de Jamad'al A - khir, do ano 13 da Hégira ( 23 de Agosto de 634 ), com a idade de 64 anos , sendo enterrado ao lado do Profeta (s .a .w. ). O seu Califado teve uma duração de apenas 27 meses .

Tema: OS CALIFAS PROBOS E AS RESPECTIVAS BIOGRAFIAS

CALIFAS:
http://islam-moz.forumotion.eu/t149-os-califas

Biografia dos CALIFAS parte 1 Abu Bakr (r.a)
http://islam-moz.forumotion.eu/t150-biografia-dos-califas-parte-1-abu-bakr

Biografia dos CALIFAS parte 2 UMAR IBN KHATTAB.
http://islam-moz.forumotion.eu/t151-os-califas-parte-2-umar-ibn-khattab

Biografia dos CALIFAS parte 3 USSMAN (R.A)
http://islam-moz.forumotion.eu/t153-biografia-dos-califas-parte-3-uthman-r-a

Biografia dos CALIFAS parte 4 Hazrat Ali (R.A)

Visite e partilhe, a partilha de ilm é também um suadakah

_________________
o Nabi MUHAMMAD Sualallah alei wa salam disse Partilhem de mim nem que seja um Ayat versículo.

_________________
por: Anacleto Bebane (Abdul Fatah)

Admin
Admin

Mensagens : 146
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 30
Localização : MAPUTO ( Moçambique)

Ver perfil do usuário http://islam-moz.forumotion.eu

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum